AULA 3

MOVIMENTOS AMBIENTALISTAS

A construção de um projeto de Educação Ambiental tem que estar bem embasado do ponto de vista teórico e metodológico. Destacaremos alguns autores e estudos que esclarecem as várias vertentes e as diferentes concepções que norteiam o debate em torno da temática ambiental e da Educação Ambiental.

 

A relação Homem-Natureza

  • No senso comum existe a ideia de que o homem é o responsável por todos os problemas ambientais vivenciados atualmente.
  • De fato, a poluição do ar, o desmatamento das florestas naturais, a contaminação dos recursos hídricos, entre outros problemas causados ao meio natural, refletem a forma como o homem se relaciona com a natureza, mas alguns deles são naturais.
  • O Homem é o único animal que transforma conscientemente a Natureza.
  • Sabemos que todos os seres vivos se adaptam ao meio ambiente. Podemos observar que as plantas, os animais e as outras formas de vida se desenvolvem de acordo com as condições que a Natureza oferece.
  • Portanto, o Homem transforma a Natureza de acordo com as suas necessidades criando um ambiente cultural.
  • Atualmente, o desejo desenfreado pelo poder e pelo dinheiro, fez com que o homem mudasse sua concepção como parte do natural.
  • Podemos dizer que Natureza e Homem passaram a ser duas coisas distintas.
  • E é esse o Homem que destrói a Natureza!

 

A relação do Homem com a Natureza mediado pelo trabalho

  • A relação do homem com a natureza é mediada pelo trabalho.
  • O trabalho transforma a natureza (espaço físico) em natureza humanizada.
  • Assim a categoria Trabalho passa a ser fundamental para compreensão de uma proposta de Educação Ambiental.
  • O trabalho humano é consciente e proposital, enquanto de outros animais é instintivo.
  • O homem não só transforma o material sobre o qual opera, além disso ele imprime no projeto algo pré-concebido mentalmente.
  • Os atos humanos sempre foram mediados por instrumentos ou ferramentas (uma vara, um objeto cortante, uma arma, uma tecnologia).
  • Outro ato humano consiste em transmitir esse conhecimentos para outros membros do grupo.
  • Essa apropriação e transmissão do conhecimento é cumulativa ao longo da história da humanidade, eis aí o sentido da educação.
  • O homem ao longo da história conseguiu se tornar cada vez menos dependente da natureza, isto é do ambiente natural.

 

A relação entre os homens e desses com a Natureza

  • O homem é responsável pelos problemas ambientais vivenciados atualmente?
  • Quem é esse homem que causa os problemas ambientais?
  • Ex. Desbarrancamento de um morro.
  • Os culpados são os moradores?
  • Em nossa sociedade a natureza se torna uma mercadoria, um ativo.
  • A forma de apropriação do homem pela natureza se modifica ao longo da história, e na forma como se dão as relações sociais (ex. Indígenas e nós).
  • Nos é “natural” aceitar a propriedade privada e nos causa estranhamento um grupo de sem terra ocupando uma fazenda improdutiva.
  • Toda mercadoria pertence a alguém, ou seja é propriedade de uma pessoa.
  • Quando comparamos a nossa visão de mundo com a de comunidades tradicionais podemos ver com os olhos do outro, e percebemos como nos distanciamos da natureza.
  • Concluindo este tópico, o homem que destrói a natureza é aquele que se diferencia historicamente de acordo com o modo como produz sua existência, e que se diferencia de acordo com as relações sociais estabelecidas dentro do modo de produção em que vive.

 

A temática ambiental e suas diferentes vertentes

  • Vamos apresentar agora diferentes concepções de Educação Ambiental, para que dessa forma possa construir uma intervenção em sua escola ou sala de aula.
  • Uma boa orientação teórico-metodológica pode definir a qualidade de uma proposta.
  • Segundo Manzochi (1994) existiriam quatro grandes áreas ligadas à Educação Ambiental.

 

  1. Ecologia natural
  • Estuda o funcionamento dos sistemas naturais (florestas, oceanos e etc.).
  • Ligada ao campo da Biologia e das Ciências como a Química, a Física e a Geografia.

 

  1. Ecologia social
  • Nasceu da crítica a Ecologia Natural em que a reflexão ecológica se dava somente no estudo do mundo natural.
  • Trata-se da área do conhecimento ecológico que se aproxima intimamente com o campo das Ciências Sociais e Humanas.
  • Degradação ambiental é vista como diretamente ligada aos imperativos capitalistas (acumulação capitalista).
  • Ser humano é o mesmo enquanto espécie mas constituído em diferentes grupos.
  • Criticam a noção de Estado.

 

  1. Conservacionismo
  • Apresenta-se em oposição ao preservacionismo.
  • Significa proteção dos recursos naturais, com a utilização racional, garantindo sua sustentabilidade e existência para as futuras gerações.
  • Engloba o conjunto de ideias e estratégias de ações voltadas para a luta em favor da conservação da natureza.
  • Deve-se buscar o maior bem em benefício da maioria.
  • Ideias precursoras do “desenvolvimento ambiental”.

 

  • Preservação é a ação que visa garantir a integridade e a perenidade de algo. É empregado quando se refere à proteção integral, garantindo a intocabilidade.
  • No Brasil existe o  Sistema Nacional de Unidades de Conservação, subdivide-se em “proteção integral” e “unidades de conservação”.

 

4- Ecologismo dos pobres

  • Defendem que a resolução da atual crise ecológica não se concretiza com medidas parciais de conservação ambiental, mas também por uma ampla mudança na economia, na cultura e na maneira dos homens se relacionarem entre si e com a natureza.
  • Baseia-se no ideal de uma sociedade não opressiva e comunitária.
  • Pressupõe um projeto político de transformação social.

 

Considerações Finais

  • Alguns autores associam o termo Ecologismo (dos Pobres) ao Ecossocialismo (Michel Lowy), que propõe a superação do modelo de produção capitalista, mas colocando e tendo como base a questão ambiental.

 

ATIVIDADE:

 

1- Constitui-se em princípio básico da educação ambiental:

  1. o enfoque biológico, analítico, tradicional e centrado no educador, sendo a abordagem centrada nas questões ambientais globais e planetárias;
  1. o enfoque humanista, holístico, democrático e participativo;
  1. a concepção do meio ambiente em sua excepcionalidade, considerando a prevalência do meio natural sobre o meio socioeconômico e cultural sob o enfoque da sustentabilidade;
  1. a concepção do meio ambiente em sua totalidade, considerando a interdependência do meio natural com o meio socioeconômico e cultural, sob o enfoque da sustentabilidade.

Está correto apenas o contido em:

  1. I e II.
  1. III e IV.
  1. III.
  1. II e IV.
  1. I, II e IV.

 

2- Diferencie as diferentes vertentes da temática ambiental.

  • Ecologia Natural:
  • Ecologia Social:
  • Conservacionismo e preservacionismo
  • Ecologismo:

Exibições: 2

Aniversários

Não há aniversários hoje

Eventos

Poema ao acaso

CENPESJUR

© 2017   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Relatar um incidente  |  Termos de serviço