PERGUNTA

Prezado (a) Aluno (a),

 

A Metodologia EAD se difere do presencial em alguns aspectos. Dentre estes, talvez o mais significativo seja a autonomia do aluno em relação ao seu desenvolvimento na disciplina e o modo como se beneficia da figura do docente. Entendemos que o professor é parte absolutamente fundamental do processo de aprendizagem independente da modalidade de entrega dos conteúdos serem através de aulas presenciais ou de metodologias de EAD. No entanto, sabemos também que o aluno de cursos a distância não pode ficar necessariamente preso a um calendário de encontros presenciais, assim, o modelo EAD possibilita uma autonomia de aprendizagem plena, onde tanto o início dos estudos de uma disciplina quanto o avanço individual neste conteúdo não depende de ninguém mais se não do próprio aluno. O que isso significa é que o modelo de ensino EAD, em conformidade com as mais modernas formas de construção pedagógica, não se centra na figura do professor e sim na condição pessoal do aluno em ser o gestor de sua aprendizagem.

 

Durante todo o processo e dando suporte a todas as ferramentas, há sempre e prioritariamente, a figura de um docente. Neste espaço (Fórum), você terá um docente, sempre orientado a auxiliar você neste caminhar. Ele tem a função principal estimular o estudo dos temas das aulas através de debates, poderá tirar todas as dúvidas de conteúdo que tiver e será a pessoa de referência para os assuntos nas disciplinas. Ou seja, o professor tutor dos fóruns é o facilitador, o orientador, aquele que auxilia a estudar, mas a autonomia é do aluno!

 

Neste sentido, como você avalia esta relação aluno/professor nesta modalidade? O quanto - e como - o aluno deve buscar o docente e em que medida deve gerenciar seu próprio aprendizado. Vamos falar sobre isso

 

Abraços.

**************************************************

RESPOSTA

 

Cara Professora,

Desde prístinas eras a ligação mestre-discípulo domina o imaginário pedagógico. Sendo assim, o professor-tutor exerce função primordial nessa novel forma de se posicionar no mundo do saber – a EAD. A evolução tecnológica ocorre constantemente e colocada a serviço da Educação, impulsiona de forma eloquente a produção do conhecimento. Através da Internet, surgem formas originais de gerar e disseminar o saber e o novo cenário estimula o repensar dos tradicionais papéis do professor e do aluno.

Cabe ao professor-tutor escoltar, guiar, incitar e provocar o aluno na construção de um pensamento crítico e reflexivo frente a realidade, proporcionando-lhe o nascimento de identidade criativa e pessoal. Por esse motivo, não aprecio o vocábulo “facilitador”, quando são indicadas suas funções. Facilitar é “tornar fácil”, “apresentar como fácil”, o que, ao meu olhar, oferece dúbias interpretações, não condizentes com a natureza do processo do conhecimento, este difícil, trabalhoso, provocador e criativo. Portanto, o professor-tutor não se limita a “facilitar”, mas a instigar o aluno na busca de respostas para as inquirições colocadas pelo mundo contemporâneo.

Ao contrário do que muitos disseram a respeito, no que se refere tanto ao aluno quanto ao professor, a EAD não é fácil de ser levada a cabo. O aluno precisa ser muito mais responsável do que aquele que frequenta o curso presencial e ao professor cabe redimensionar sua missão, tornando-se ativo, sem ser dominador, ao contribuir para o crescimento intelectual do aluno. A EAD exige dedicação constante, sendo imprescindíveis a disciplina, a organização, a responsabilidade, o ritmo, a ordem e a periodicidade no desenvolvimento das atividades. Como o estudo na EAD faz-se através da palavra escrita, tudo é registrado. Disso resulta, que o descuido com as regras gramaticais e com a ortografia seja condenáveis, pois faz-se necessária a interação clara e objetiva entre os envolvidos: professor e alunos.

O professor-tutor potencializará as aptidões individuais e coletivas e estimulará no estudante a responsabilidade sobre a própria aprendizagem e desenvolvimento pessoal.

Cordialmente,

Sílvia M. L. Mota

Exibições: 12

Responder esta

© 2019   Criado por Sílvia Mota.   Ativado por

Relatar um incidente  |  Termos de serviço